04 abril 2013

Diário ። a fotografia na minha vida

A fotografia na minha vida conta-se de forma muito breve. Não cresci à volta de gente que constantemente empunha-se uma máquina na mão, não. Muito longe disso. A única pessoa na minha família que gostava de fotografia e que assim que teve possibilidade comprou uma máquina foi o meu pai. E, sem dúvida, uma memória bem presente é a do meu pai a desmontar a mesma peça por peça quando esta avariou. Ou seja, na minha família não há máquinas antigas para herdar, não há o gosto pela fotografia de forma vincada para passar de geração em geração. Ainda assim, quer em mim, quer no meu irmão, o gosto pela fotografia foi crescendo de forma evidente.

E eu gosto de fotografar, gosto mesmo. A melhor forma que encontrei de estar comigo mesma foi precisamente caminhar e fotografar e é isso que venho tentando fazer há já algum tempo: caminhar em direcção aos sonhos (como dizia a minha amiga Marta) de máquina na mão e registar pelo caminho todas as peças desse meu puzzle. 

Fotografo crianças e o mundo à volta delas porque esse é o tema que genuinamente me faz correr por gosto, me emociona, tira o melhor de mim e me faz conseguir os melhores resultados. Mas há também outros temas que gosto muito de fotografar, como comida e a natureza. E volta e meia, aventuro-me noutros registos ainda, pelo desafio, pela novidade e pela aprendizagem que obrigatoriamente acrescentam à minha bagagem.

E assim, antes do almoço, aqui ficam algumas imagens, precisamente de comida :-)

Todos os pratos e doces (excepto um) foram confeccionados por mim.















E aqui as fotografias que fiz com a minha querida amiga Patrícia. Foi Forking Amazing ;-)

2 comentários:

Patrícia disse...

É verdade! Foi mesmo!! :D

Temos de repetir um destes dias!*

Gostei muito das imagens, sobretudo desse bolo de pêra... ;)

Abraço!*

Carina Oliveira disse...

:-) Sim, sim, sim! Vamos repetir?!

Obrigada pelo teu carinho minha querida.

Beijo grande, do tamanho do mundo